Estatuto Editorial

O Diário Rural é um jornal diário de informação geral, online, dirigido ao mundo rural e orientado por critérios de rigor e isenção editorial, que procura a verdade e se subordina aos factos, sendo responsável apenas perante os leitores, numa relação transparente.
O Diário Rural defende uma sociedade organizada sob os valores da democracia e pluralismo, em que a liberdade e a responsabilidade são parâmetros essenciais na construção do indivíduo, recusando o sensacionalismo e a exploração mercantil da matéria informativa na mesma hierarquia em que rejeita qualquer tipo de censura ou limitação à liberdade de informar.
O Diário Rural é independente, livre de interesses económicos ou religiosos, de poderes públicos ou privados e não perfilha qualquer ideário partidário; mas tem um olhar político sobre o País e sobre o mundo.
O Diário Rural não abdica de ter opinião, de tomar posição e de promover o debate das questões que se colocam à sociedade portuguesa no espaço europeu e num quadro internacional de relações no âmbito dos Países Lusófonos. Os textos de opinião refletem, sempre, apenas e só a visão do seu autor e serão claramente identificados como tal, não podendo confundir-se com a matéria informativa.
O Diário Rural considera que a existência de uma população informada e interveniente é fator determinante para o desenvolvimento e aumento da competitividade do mundo rural, pelo que procura manter um painel de especialistas para a produção de artigos técnicos nas áreas da agricultura, floresta, pecuária, turismo e veterinária, entre outras, que promovam a divulgação de técnicas inovadoras, úteis na tomada de decisões profissionais e que contribuam para um melhor desempenho dos agentes económicos que operam no mundo rural.
O Diário Rural defende o mais amplo reconhecimento dos direitos e liberdades dos jornalistas, assegurando estes o respeito pelos princípios deontológicos e de ética profissional. Aos leitores são reconhecidos os direitos de resposta e de retificação, nos termos da Lei.