Alandroal acolhe comitiva de diplomatas para promover potencialidades do concelho

0
626
A associação Matriz Portuguesa levou ao Alentejo diplomatas acreditados em Lisboa para conhecerem o potencial da região

O concelho de Alandroal, no distrito de Évora, recebeu este fim de semana a visita de uma comitiva diplomática de embaixadores acreditados em Portugal, que se inteiraram das potencialidades do Município em diversas áreas de investimento.

Os embaixadores do Uruguai, Perú, Colômbia e Indonésia foram recebidos pelo presidente da Câmara Municipal, João Grilo, que lhes apresentou o concelho e acompanhou na visita a vários locais.

Organizada pela Matriz Portuguesa – Associação para o Desenvolvimento da Cultura e do Conhecimento, a visita insere-se num programa que a associação tem realizado em vários pontos do país para promover o potencial patrimonial, cultural e económico de Portugal.

As vinhas e adega da Herdade das Aldeias, situada no coração do Alentejo, junto da vila de Juromenha, com vista para o rio Guadiana, foi a primeira paragem.

Nesta empresa familiar, inserida numa zona histórica com grande tradição na arte de fazer vinho, os diplomatas ouviram as explicações do produtor e provaram as novidades: um Alvarinho produzido em vinhas plantadas a uma altitude superior aos 350 metros, na Herdade da Torre das Arcas e um espumante, que os presentes garantiram “não fica atrás” dos mais conceituados vinhos franceses.

Seguiu-se o almoço, sempre um ponto alto nas visitas ao Alentejo, com a sua gastronomia, rica de sabores e aromas, a encantar qualquer visitante. Presunto de porco preto, queijos de cabra ou ovelha e azeitonas abriram o repasto, onde a sopa de tomate com ovo escalfado e figos marcou a genuinidade da receita, antes de um cabrito assado em forno de lenha.

Com o Guadiana ali ao lado, era impossível resistir a um passeio nas águas do grande lago de Alqueva. O barqueiro levou a comitiva pelas margens do rio que faz fronteira entre Portugal e Espanha, com paisagens soberbas, mais verdejantes do lado espanhol do que em terras lusas, como que a chamar por investimentos que criem riqueza e trabalho.

Junto ao cais, os cavalos da coudelaria VB Horses, que têm projectado o Alentejo nos quatro cantos do mundo pela dedicação e trabalho da dupla Ana Barbas / Filipe Cacheirinha nos raides equestres, surpreenderam a comitiva, mostrando-lhes as potencialidades invulgares desta região para o desporto natureza, desde a criação e treino de cavalos para provas de resistência até aos mais simples momentos de lazer, em passeios pelas estradas de terra que cruzam a planície.

“Estamos orgulhos de ti Ana”, dizia um dos presentes dirigindo-se à cavaleira Ana Barbas, confessando-se “sem palavras” ao ser surpreendido pela companhia da escolta a cavalo, entre o rio e o castelo de Juromenha.

Depois de uma visita ao castelo, tempo ainda para reforçar a gastronomia regional e a sua ligação à caça, com um lanche de perdizes de escabeche, cozinhadas à antiga portuguesa no turismo rural Casas de Juromenha.

Na bagagem os embaixadores levaram o conhecimento das potencialidades desta região, em múltiplas áreas, prometendo voltar para fazer as pontes que só a diplomacia económica permite na captação de investimento externo.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here