Madeira com 241 incêndios desde 15 de junho

0
1248
Miguel Albuquerque quer que Estado pague helicóptero de combate a incêndios a operar na Madeira

A Madeira registou 241 focos de incêndio desde 15 de junho, informou o secretário Regional de Saúde, Pedro Ramos, que tutela a Proteção Civil no arquipélago.

Pedro Ramos visitou quinta-feira duas das 15 Equipas de Combate a Incêndios Florestais (ECIF) que estão no terreno no âmbito do Plano Operacional de Combate a Incêndios Florestais (POCIF), em vigor até 31 de outubro.

“São os nossos olhos permanentes, durante 24horas”, disse o governante, sublinhando que “estas equipas desempenharam papel preponderante” na resolução das ocorrências verificadas.

As ECIF são compostas por elementos dos corpos de bombeiros e estão distribuídas por toda a região.

Segundo o gabinete de Pedro Ramos, estas equipas têm como principal missão “prevenir e assegurar uma resposta operacional rápida e adequada a fogos em fase inicial, impedindo assim a sua propagação”.

O POCIF foi implementado pela primeira vez em 2015 e assenta na constituição de um dispositivo especial de patrulhamento, vigilância, deteção e combate a incêndios.

Primeira vez, o dispositivo do POCIF conta este ano com um helicóptero de ataque inicial (HEATI), sediado nas instalações do Serviço Regional de Proteção Civil.

Na quarta-feira, a secretária do Ambiente e Recursos Naturais da Madeira adiantou que a Polícia Florestal detetou 11 queimadas ilegais na Madeira desde a entrada em vigor do POCIF, estando prevista a limpeza de 400 hectares de terrenos para prevenir os fogos.

Susana Prada mencionou que o Governo Regional “tem previsto limpar este ano 480 hectares de terrenos um pouco pela ilha toda”, tendo sido feita uma intervenção em 313 hectares em 2017, totalizando cerca de 800 hectares.

A governante salientou que estão proibidas todas as queimadas nas serras da Madeira no período de verão na região.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here